Descoberta no quintal

Blackcurrants shrub
Image via Wikipedia

Um dias desses cometi uma pequena besteira aqui no blog. Escrevi que tinha dois pés de mirtilo (“blåbær”, em dinamarquês) no quintal aqui de casa. Depois me lembrei que quando decidimos plantar mais árvores e arbustos frutíferos no quintal, chegamos a cogitar plantar mirtilo mas desistimos porque o cultivo do mirtilo requer um solo com pH ácido. Isso exigiria que corrigíssemos o solo e, como aqui em casa somos jardineiros adeptos da lei do mínimo esforço, desistimos do mirtilo e optamos por uma outra fruta, a “solbær” (é assim mesmo que se escreve, com o “a” grudado no “e”, o que dá um som parecido com “é”) que teria mais chances de se adaptar ao solo daqui.

Então, na verdade, o que temos no jardim é a tal da “solbær” e, como meu vocabulário de frutas em dinamarquês não é dos mais ricos, lá fui eu ao Google translate e depois ao Aurélio para conferir o que significa “solbær” em português. E aí veio a surpresa. “Solbær” é a velha, conhecida e familiar groselha. Descobrir que “solbær” é groselha me deu uma alegria de criança porque me remeteu aos meus tempos de menina quando groselha era o nome de uma fruta exótica, de um país distante, provavelmente de clima frio, da qual se fazia um xarope avermelhado usado para preparar refrescos deliciosos que meus pais sempre compravam para alegrar nossas tardes de domingo.

Eu adorava aqueles refrescos, embora desconfie que pouco ou nada tinham da fruta groselha e que provavelmente eram o resultado de uma mistura de açúcar e corantes artificiais. Corantes, aliás, que davam ao refresco aquela cor maravilhosa, um vermelho roseado que tingia nossas línguas. Deliciosos também eram os picolés de groselha que praticamente batiam à nossa porta trazidos pelos vendedores ambulantes.

Já há anos que de vez em quando bebo refresco de “solbær” aqui na Dinamarca sem saber que na verdade eu estava mesmo era saboreando refresco de groselha. Agora, depois de feita a tradução, posso comemorar a sorte de ter duas groselheiras no quintal.

P.S.: Passeando pela internet, descobri que o Ivan Lessa também é fã da groselha

Anúncios

Seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s