"Uma viagem inesquecível!"

Copenhagen Metro Christianshavn station
Metrô de Copenhague, Estação de Christianshavn. Image via Wikipedia

O tempo não ajudou muito, mas ainda assim este verão na Dinamarca foi agitado e divertido. Um dos motivos foi ter recebido três hóspedes brasileiras aqui em casa. Uma das coisas boas em receber hóspedes é poder, através das impressões deles, ver o país onde vivo e seu povo numa outra perspectiva.

Perguntei a uma das minhas visitantes, uma professora de arte dramática numa escola pública de Brasília, o que mais ela havia gostado e o que a havia decepcionado na Dinamarca. O entusiasmo dela me surpreendeu. Ela disse que havia gostado de tantas coisas que tinha dificuldade em enumerá-las. “Muitas coisas fizeram esta viagem maravilhosa: lindos castelos, jardins, parques, construções coloridas, ‘cataventos’ geradores de energia, meios de transportes eficientes, o uso das bicicletas e o show do sol avermelhado às 10 horas da noite. Simplesmente lindo!”

A culinária, o senso estético e o valor ao design de alto padrão também lhe chamaram a atenção. “É lugar de um povo bonito e civilizado, ecologicamente correto que prima pela qualidade de vida e têm uma língua esquisita”, resumiu com bom humor.

Ela se esquivou de dizer o que a decepcionou mas fez uma ressalva: “O que me chamou mais a atenção foi a forma de tratamento dos dinamarqueses. Estranhei por ser muito, mas muito diferente do nosso comportamento. É uma mistura de respeito, timidez e indiferença, à qual depois fui me acostumando e achando até que tem um certo charme. Se bem que as vezes me parecia exagerado tanto respeito.”

Minha amiga professora não é a única que se encantou com Copenhague neste verão e fico feliz que ela tenha tido uma boa experiência. Mas durante a estada dela aqui em casa, quando perguntada sobre sugestões de passeios turísticos aqui na Dinamarca, fiquei meio sem saber o que dizer. Há muito o que visitar na Dinamarca mas percebi que algumas coisas que me encantaram quando cheguei aqui foram se tornando parte da rotina. Resolvi então parar para refletir e fazer minha lista de recomendações sobre o que vale a pena visitar ou fazer aqui na Dinamarca, levando em conta minhas primeiras impressões quando cheguei aqui, e o que fui descobrindo ao longo dos anos. À minha lista inicial irei adicionando minhas novas descobertas.

Mas a lista é assunto para um próximo posting.

Enhanced by Zemanta
Anúncios

4 comentários Adicione o seu

  1. É, Léo, tenho sido mais atenta às belezas daqui, são mesmo muitas. E tomara mesmo que estejamos caminhando para um Brasil mais justo. Abraço.

    Curtir

  2. Léo Thilé disse:

    Oi Margareth,
    Acho que sua amiga tem razão e o Carlos também. As vezes paisagens tão lindas da nossa cidade passam despercebidas a nossos olhos e somente quando alguém faz algum comentário, é que voltamos a enxergar.
    Segunda feira, por exemplo, o céu de Brasília foi coroado por um fenômeno tão lindo que chamou a atenção de todos. Era um arco-iris que circulava o sol, prenunciando a chuva que todos aguardavam com muita ansiedade, depois de longos dias de seca brava. Coisas simples que por alguns minutos fazem a gente esquecer as barbáries do governo, a corrupção que põe em risco os nossos sonhos. Quem sabe um dia possamos descrever o nosso país com as mesmas impressões que a sua amiga descreve a Dinamarca, não no sentido de beleza, mas na organização e civilização, para que essas belezas naturais ou arquitetadas não passem de um simples cotidiano. Valeu!

    Curtir

  3. Oi Carlos,
    Me lembro muito bem do seu comentário. Dois anos atrás? Tanto tempo assim?

    Concordo, Copenhague é uma bela cidade, linda no verão, e a Dinamarca é um país maravilhoso em vários aspectos.

    Especialmente depois do nascimento da minha filha, passei a sentir mais na pele e perceber com mais clareza o valor das grandes conquistas sociais que a Dinamarca alcançou. Quando critico esse país, minha, vamos dizer, indignação, é motivada pelo meu receio e preocupação de que tantas conquistas se percam por políticas, ao meu ver, equivocadas. Exatamente por ser brasileira, por saber o que um estado inefetivo e frequentemente ausente pode fazer a um país, é que teimo em criticar algumas das coisas que tenho visto aqui nos últimos anos.

    E muito, muito obrigada pelos seus comentários. São um estímulo imenso a continuar escrevendo.

    Abração,

    Margareth

    Curtir

  4. Carlos disse:

    Oi Margareth, é engraçado que sempre tive a mesma impressão da sua amiga, a Dinamarca é tudo de bom…, até te enviei uns questionamentos sobre as suas críticas ao país à uns anos 2 anos, não sei se vc se lembra? Nesta época tive uma possibilidade de morar aí.

    Mas tenho a impressão que quando visitamos um país diferente, temos a tendência de ver o lado positivo do lugar, mesmo pq quem faz turismo vai conhecer o melhor que este país tem para nos oferecer. Já qdo moramos neste mesmo lugar, nossa visão muda e as mazelas, que existem em todas as cidades de todos os países, se tornam aparentes. Aquilo que no passado era considerado bom se torna rotina e deixamos de apreciar.

    Na década de 90 um amigo foi morar em São Paulo e sua esposa sempre reclamava muito da cidade e seus engarrafamentos. Fui lhe dizer que no Rio de Janeiro, onde moro, tb ficava muito tempo no engarrafamento. Nesta hora ela disse que no Rio ela não ficaria tão triste de ficar parada tendo a Lagoa de um lado e a Floresta da Tijuca, com o Cristo Redentor, do outro. Que a natureza ela linda e isto trazia uma qualidade de vida que em São Paulo ela não tinha. Tive que concordar e desde então ao ficar engarrafado aqui no Rio fico curtindo as belezas naturais desta cidade maravilhosa.

    Na minha opinião Copenhagen é uma cidade linda e a Dinamarca um país maravilhoso, com uma qualidade de vida que apenas os outros paises escandinávos tem. Nosso país tb é lindo, o meu Rio de Janeiro é a cidade maravilhosa, mas a nossa qualidade de vida é péssima, temos uma taxa tributária de nível escandinavo, já os serviços….. não temos segurança, não temos transporte público, não temos educação, não temos saúde, não temos ….., mas temos corrupção né!

    Desculpe o meu desabafo. Adoro os seus posts!
    Um grande abraço,
    Carlos Capistrano.

    Curtir

Seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s