Na Dinamarca, o Natal começa no Dia-J com cerveja de graça

Tuborg truck
Dia-J. Image by kalleboo via Flickr

Nesta sexta-feira, a primeira do mês novembro, milhares de dinamarqueses vão celebrar no chamado Dia-J o lançamento da ansiosamente aguardada cerveja de natal. A partir das 21 horas, a cervejaria Tuborg distribuirá a cerveja de graça em quase 400 bares espalhados pelo o país.

Mais forte do que a cerveja do tipo “lager” e temperada com alcaçuz, a cerveja de natal da Tuborg (em dinamarquês “julebryg”) vem desde 1990 sendo lançada na primeira sexta-feira do mês de novembro. Moças vestidas de ajudantes de Papai Noel, mas trajando azul, a cor “oficial” da cerveja de natal, fazem parte da festa, que sempre inclui carruagens, caminhões carregados de cerveja e contagem regressiva em vários pontos do país..

O Dia-J (“j” é abreviação da palavra “jul”, natal em dinamarquês) marca o início do período em que os dinamarqueses assumem escancaradamente que estão em clima natalino. A partir desse dia, é normal ver pessoas nas ruas usando capuzes vermelhos ou tiaras imitando os chifres das renas do Papai Noel.

O Dia-J começou como um evento promocional para venda de uma cerveja da Tuborg, mas acabou sendo incorporado ao calendário anual de rituais cultivados com carinho pelos dinamarqueses. A data ganhou valor simbólico e agora é mais um dos rituais que marcam a identidade cultural dinamarquesa. Diversas outras cervejarias lançam anualmente suas “julebryg” mas nenhuma com tanto estardalhaço quanto a Tuborg.

Para uma brasileira, é impressionante ver o quanto os dinamarqueses cultivam seus rituais. Anos atrás, entristecido com o início do outono, um dinamarquês me explicou que nos meses mais frios do ano os dinamarqueses costumavam se reunir mais frequentemente para se consolarem uns aos outros. O calor e alegria de rituais como o Dia-J tornam a dureza do frio nórdico mais suportável.

Na série de rituais natalinos há também inúmeras festas de natal entre amigos, familiares e colegas de trabalho, mercados de natal, presentes para marcar os 24 dias que antecedem o 25 de dezembro, o acender de uma vela a cada um dos três domingos antes do natal, reuniões com os amigos para comer “æbleskiver” (pães doces) e “gløgg” (uma bebida quente parecida com ponche), decoração e canções e árvores de natal. É uma verdadeira overdose natalina que deve ser encarada com bom humor para ser divertida. Também ajuda lembrar que, felizmente, ao contrário do que diz uma canção natalina dinamarquesa, o Natal não dura até a Pascoa.

Veja a contatem regressiva para o Dia-J no Facebook

Enhanced by Zemanta
Anúncios

7 comentários Adicione o seu

  1. Marilza alves disse:

    Oi Margareth, estava “passeando” no blogspot, qdo te encontrei. Interessante o Natal dos dinamarqueses! Começam em 1. de novembro?!!! A Dinamarca deve ser um país geladísssiiiiimoooo, né? Vc parece estar adptadíssima. Vez por outra, vou visitar seu blog “invadir a sua praia” rsrsrs, gostaria de trocar ideias e que me falasse dessa terra tão distante e fria, se vc quiser, claro. Sou cearense (da terra do sol, no meu estado é verão o ano todo), mas moro no Rio há 40 anos, na verdade sou cearoca.
    Um abraço

    Curtir

    1. Oi Marilza,
      Aqui não há uma data oficial para o Natal comecar mas a inauguracão da decoracão natalina no centro da cidade já vai ser inaugurada neste fim de semana, mais por motivos comerciais do que culturais ou religiosos. O lançamento da cerveja de natal é um evento comercial, mas que muita gente está transformando em marco para o início do que costuma ser chamado de “clima de natal”. Culturalmente, a data que mais podemos chamar de “comeco” do natal é o primeiro domingo do Advento, que são as quatro semanas antes do Natal. No primeiro domingo do Advento, que este ano vai cair no dia 27 de novembro, muitos dinamarqueses acendem uma vela para anunciar a chegada do Advento.

      Adaptadíssima? Sim e não, mas esse é assunto para uma postagem que ainda preciso escrever. É um prazer tê-la como leitora. Por favor, volte sempre

      Curtir

  2. Elisange de Oliveira disse:

    Mitos!!!!!Ritos!!!!!Bebidas!!!!!Figurinos e adereços natalinos!!!!Embriaguês!!!!Alegria!!!!Até parece um festival dionisíaco!!!!!Ai que vontade de participar desta festa!!!!!!!

    Curtir

    1. A festa se repete todo ano. É só programar. Abraço.

      Curtir

  3. Márcia Marmori disse:

    Cerveja de graça??? Muito boa idéia!!! Rssss…

    Márcia

    Curtir

  4. leonice disse:

    Adoro rituais! Seja de Natal, Ano novo, aniversários, casamentos, batizados…Enfim, estar com a família e amigos é sempre um momento único na nossa vida. Festejar a vida sempre.
    O natal é fabuloso, então devemos “bebemor” e com cerveja de GRAÇA, é melhor ainda!

    Curtir

    1. Também gosto muito de rituais, Leonice. Esses rituais são muito importantes para reforçar a identidade cultural dinamarquesa. Abraço.

      Curtir

Seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s