Reciclagem cultural

em

Tabernarte-2bPlantações de abacaxi e cana-de-açúcar dominam a paisagem da rodovia RJ 224 no caminho entre Campos dos Goytacazes e São Francisco da Itabapoana, no extremo norte do estado do Rio de Janeiro. Mas, para quem vai na direção de Campos, no lado direito da pista,  há uma interferência inusitada na paisagem. Fixa na parede de um barranco, aparece meio do nada a maquete de uma favela num morro carioca com seus barracos coloridos, fios imitando os gatos de eletricidade e escadinhas ligando as pequenas construções. A representação da favela decora a entrada de um centro cultural – o Tabernarte – construído, mobiliado e decorado quase inteiramente com materiais reciclados.

O centro é uma evidência da dedicação do seu idealizador e criador, o artista plástico Pérez Dová. Para ele, o centro cultural é o cumprimento de uma missão a que ele se propôs: criar um espaço onde os moradores da região pudessem criar e apreciar bens culturais. Lá acontecem saraus de poesia, espetáculos e oficinas de música, teatro e artesanato.

Tabernarte-bO lugar é um misto de centro cultural e santuário da reciclagem. No pátio, velhos vasos sanitários foram reaproveitados com criatividade e bom humor: foram preenchidos com concreto e transformados em bancos. Os pisos foram construídos com restos de azulejos e pedras, materiais que também foram usados para criar murais. Vasos de plantas feitos com pneus usados enfeitam uma varanda. Pneus também foram a matéria prima para fabricação de uma rede e das palmeiras que a sustentam. Rodas de bicicletas funcionam como grades de proteção e laterais e pés de cadeiras e, na confecção de um catavento, Dová deu novo uso a garrafas PET.

Numa região tão pobre em espaços para atividades artísticas e culturais, encontrar o Tabernarte e seu criador foi uma ótima surpresa. O que não surpreendeu, no entanto, foi saber que ele tem muito pouco apoio para manter o centro, o que é mais um bom motivo para divulgar e dessa forma apoiar o trabalho de Dová.

Saiba mais:

Vídeo: O sonho de Perez Dová, produzido pela Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro

Tabernarte (blog)

Localização do Tabernarte

Anúncios

4 comentários Adicione o seu

  1. Adorei o post, parabéns pelo bom gosto

    Curtir

    1. Obrigada, Mariel. Volte sempre!

      Curtir

  2. marilza disse:

    Interessante o Tabernart! Como diz vc, é a arte surgindo do meio do nada! Eu trabalho atualmente com artesanato, sou uma apaixonada por reciclagem. Achei legal o emaranhado dos fios dos gatos, tão usuais nas favelas brasileiras. Parabéns Perez Dová, parabéns vc Margareth que está descobrindo recantos do Brasil e nos presenteando. Obrigada, Um abraço.

    Curtir

    1. Obrigada, Marilza. Também sou apaixonada por reciclagem e admiro muito a forma criativa com que algumas pessoas conseguem usar o “lixo”. Prometo mais fotos do lugar na próxima vez que passar por lá. Um abraço, Margareth

      Curtir

Seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s