Não dá para ser mais concreto?

Conviver com estrangeiros tem contribuído para me entender melhor como brasileira e compreender algumas das minhas dificuldades de adaptação ao modo de ser dinamarquês. Uma queixa que tenho ouvido com alguma frequência de conhecidos estrangeiros que estão vivendo no Brasil é sobre a dificuldade que eles têm de arrancar de um nativo uma resposta objetiva e clara…

O jeito macho de dirigir

Há muitos machos pelas ruas e avenidas dessa cidade brasileira, à solta usando seus carros não apenas como veículos de transporte mas também como um troféu à sua ousadia, esperteza e presumida destreza. Eles estão por toda parte: nas esquinas, cruzamentos, acostamentos e retornos. Quando menos se espera, aparecem em alta ou altíssima velocidade. Eles…

Atordoamento

Há vários dias tenho pensado em escrever sobre as manifestações das duas últimas semanas no Brasil mas devo confessar que fiquei sem saber o quê. Há muitos escrevendo tudo e mais um pouco sobre as manifestações, o que dificulta a tarefa de ser criativa ou dizer algo que contribua para a discussão. Mas a razão…

O direito de ir e vir

Assisti ao vídeo com a entrevista de membros do Movimento Passe Livre (MPL) no programa Roda Viva, da TV Cultura, e fiquei feliz com o que ouvi. Vi coerência no discurso da estudante de direito Nina Cappello e do professor de História Lucas Monteiro de Oliveira, escolhidos para representar o movimento e me alegrei por…

Morenice em extinção ou a identidade descolorida

Quando sonhei em retornar ao seio da pátria amada mãe gentil achei que voltaria a sentir o conforto de ser apenas mais uma na maioria castanha, cabocla, mulata, negra, morena e de cabeleira encaracolada ou crespa. Mas, no meu retorno à terra adorada, essa minha expectativa está sendo frustrada pela ação implacável de tingimentos, descolorações,…

Panfletagem fora de hora

Campos Folia é o nome do carnaval fora de hora de Campos dos Goytacazes, que consiste em desfiles de blocos e escolas de samba no sambódromo local, o Centro de Eventos Populares Osório Peixoto. No último sábado fui ao sambódromo ver o desfile do grupo especial das escolas de samba e saí de lá boquiaberta….

Mapa para facilitar a vida de quem chega a Campos dos Goytacazes

Estou lançando uma ferramenta online para ajudar recém chegados a Campos dos Goytacazes a encontrar e compartilhar informações sobre a cidade. Estou construindo a aplicação inicialmente em inglês e, assim que possível, também em português, e espero ter a colaboração de todos que quiserem ajudar quem ainda está meio perdido na cidade.  Para colaborar, basta…

Entre dois tempos

Conviver com a atitude relaxada que muitos brasileiros têm em relação ao relógio depois de viver num país onde algo marcado para, por exemplo, começar as nove horas começa, de fato, às 9 horas nem sempre é fácil. Na Dinamarca, se convidar amigos nativos para um jantar às 18:00 (eles costumam comer mais cedo do…

Cena pública da vida privada

Durante um passeio pelo centro de Campos dos Goytacazes percebo que os olhares da maioria das pessoas estão na mesma direção e que muitas delas chegam a parar de caminhar ou interrompem o trabalho nas lojas. Sigo os olhares para tentar descobrir o que os hipnotiza esperando ver um artista de rua suficientemente talentoso para…

Obesidade é caso de irresponsabilidade social

É desoladora uma das primeiras cenas do documentário Muito além do peso, produzido pela Maria Farinha Filmes e que aborda a maior epidemia infantil da história – a obesidade. Uma mãe tenta negar um pacote de batatas fritas a seu filho de apenas quatro anos de idade, que tem problemas cardíacos e pulmonares devido à obesidade,…

Carnaval de mosquitos

Sinfonia de zumbidos no meio da noite, marcha de formigas doceiras na cozinha, visita de uma lacraia na varanda, voo rasante de marimbondos no jardim e Aedes aegypti espalhando dengue pela cidade. Voltar a morar no Brasil implica reaprender a conviver com a biodiversidade de um país tropical. Depois de viver tantos outonos e invernos…

Guerra das sacolinhas

Ao encerrar mais uma visita a um supermercado em Campos e ir para o caixa, é hora de sentir o peso da minha consciência ambiental ao presenciar e participar de algo com o que havia me desacostumado: o uso desenfreado das sacolas plásticas descartáveis. Minha consciência ambiental pesa porque sigo o exemplo da grande maioria…

Esporte radical

Quis testar meus limites e tentar fazer o que mais ninguém ousa fazer. Fiz uma caminhada no sol de 40 graus centígrados de Campos dos Goytacazes. Se quiser aceitar o mesmo desafio radical, é bom saber que terá contra você, tentando lhe impedir de alcançar seu objetivo, urbanistas, planejadores e governantes que despojaram a cidade…

Do verbo quarar

Há palavras que são como pessoas: somem da sua vida e, sem mais nem menos, voltam a fazer parte do seu dia a dia e lhe guiam pelos caminhos bifurcados da memória. Foi assim com o verbo quarar, que voltei a ouvir depois de anos de ausência do meu vocabulário e de cuja existência tinha…

Quando vejo os terrenos baldios de Campos

Tenho andado muito nesses dias de calor em Campos e em todos os meus percursos me surpreendo com a quantidade enorme de terrenos baldios em vários bairros centrais da cidade. Ainda não investiguei as razões para tantas propriedades vazias, mas sempre que passo em frente a um desses terrenos penso no desperdício que é ter…

Oferta do dia: salvação da alma no carrinho do supermercado

Enquanto percorro os corredores do supermercado percebo que algo está me incomodando e me deixando confusa. Não consigo encontrar o que encontro e começo a andar como uma barata tonta entre as prateleiras. De repente, o estalo: é claro, é o sistema de som do supermercado que toca uma canção religiosa atrás da outra e…

Verde só para os olhos

Escrever sobre o Museu Rudolph Tegner, tema da minha postagem anterior, me levou a pensar na carência que boa parte das cidades brasileiras têm de espaços verdes públicos e, mais ainda, de espaços onde o verde não seja apenas usado como elemento de um cenário de cartão postal. Espaços onde as pessoas possam usar o…

Cartazes falantes

Uma notícia que li num sítio dinamarquês sobre o desenvolvimento de um alto falante que pode ser impresso em papel comum me preocupou. Como entusiasta do desenvolvimento tecnológico, eu não deveria, mas não pude deixar de me assustar com os possíveis usos da invenção. De acordo com o líder da equipe da Universidade de Dusseldorf que…

Pequenas mancadas

Talvez eu esteja exagerando um pouco, mas calculo que, na Dinamarca, tenha levado quase dez anos para aprender a responder corretamente aos cumprimentos e saudações dos dinamarqueses. De volta ao Brasil, estou percebendo que precisarei de alguns meses para reaprender a reagir sem pensar aos cumprimentos e saudações dos brasileiros. Deve ser consequência de algum…