Para que os refugiados continuem bem-vindos

Neste fim de semana fui à demonstração no centro de Copenhague que reuniu mais de 30 mil pessoas para dar boas-vindas aos refugiados. Antes de sair, me perguntei se realmente fazia sentido participar daquela manifestação e se o nome dela, “Refugees Welcome” (Bem-vindos refugiados), não seria um engodo. Nesses dias, o drama dos refugiados, principalmente…

Surpresas em um galinheiro

Além de aprender dinamarquês, há uma lista de coisas que provavelmente não aconteceriam na minha vida se eu não tivesse me mudado para a Dinamarca. Não estou falando, como já li em alguns blogs de brasileiros vivendo no exterior, de ocasionalmente pintar paredes ou rotineiramente lavar o vaso sanitário. Isso eu já fazia antes de…

Primavera de flores e pulgas

Os jardins floridos não são as únicas atrações que fazem da primavera na Dinamarca uma estação especial. Interrompidos no inverno, é na primavera que os mercados de pulgas voltam às praças e vias públicas, onde organizações e grupos dos mais variados tipos vendem de tudo um pouco: roupas, brinquedos, móveis, objetos de decoração, bijuterias, utensílios…

Ciclistas: vexados em São Paulo, amados na Dinamarca

Enquanto a Justiça determina a paralisação das obras das ciclovias e ciclofaixas na cidade de São Paulo, aqui na Dinamarca, um dos países onde mais se pedala no mundo, uma nova campanha quer fazer ainda mais gente usar a bicicleta. Quatro prefeituras e diversas organizações não-governamentais e acadêmicas se juntaram numa campanha cuja meta para 2018…

Sabores da Dinamarca

Pequeno guia de quem ainda está em ritmo de férias Dias atrás, preparando as malas para férias de duas semanas na Dinamarca, percebi o quanto eu havia sentido falta de algumas coisinhas de lá. A lembrança do sabor e do cheiro de produtos quase banais por aquelas bandas mas difíceis de encontrar aqui me deu…

Para crianças

Ouso duvidar que exista uma cidade melhor do que Copenhague para fazer turismo com crianças. A capital dinamarquesa conta com nada menos do que 125 parques infantis públicos mantidos pela prefeitura da cidade e a maior parte dos museus têm instalações e atividades criadas especialmente para os pequenos. Isso sem falar em atrações como o…

Dinamarquês também faz xixi na rua

Logo que me mudei para a Dinamarca, me surpreendi com um mau hábito de muitos homens dinamarqueses: fazer xixi em áreas e vias públicas. Repetidas vezes fui incomodada pelo mau cheiro de ruelas, becos e passarelas subterrâneas, algo que eu conhecia do Brasil, mas que eu não esperava ver num dos países mais desenvolvidos do…

Copenhague: a cidade que deu a volta por cima

A chegada da primavera e com ela da alta estação de turismo na Europa vai voltar a trazer uma pequena invasão brasileira em Copenhague. Como uma matéria do Correio Braziliense confirma, mais e mais brasileiros estão visitando a Dinamarca e a capital Copenhague é a principal destinação dos meus compatriotas na terra da rainha Margrethe. Hoje,…

Dinamarca vai de segunda mão

Pouco antes de deixar a Dinamarca, rumo ao Brasil, decidi experimentar fazer algo que é muito comum entre os dinamarqueses. Queria reduzir a quantidade de coisas para trazer na mudança, o que incluía os brinquedos da minha filha. Mesmo depois de dar vários brinquedos à antiga creche dela e a amigos e parentes com filhos,…

Mapeada até o pescoço

Esses meus primeiros dias tentando entender a geografia de Campos dos Goytacazes me fazem lembrar meus primeiros anos em Copenhague, embora a tarefa atual seja bem mais simples do que a de 14 anos atrás. Aqui, se não acho um lugar, é só perguntar a alguém. Em Copenhague eu poderia, naturalmente, fazer o mesmo, mas…

“Borboleta na barriga”

O anúncio do meu retorno ao Brasil deixou alguns dos meus parentes preocupados. Para eles, depois de viver 14 anos num dos países colocados no topo dos rankings de desenvolvimento, me readaptar à terrinha pode ser uma tarefa dolorosa. Me falaram de reportagens sobre brasileiros atingidos por crises de depressão causadas pelo encontro com a…

De volta

O subtítulo deste blog precisa mudar logo. Pelo menos por enquanto não sou mais “uma brasileira na Dinamarca”. Estou de volta ao meu país e, se os planos se concretizarem, ficarei por aqui pelos próximos dois anos. O curioso é que meu retorno ao Brasil se deu por conta de uma oportunidade profissional para o…