Sobre esse tal de “hygge”

Em um daqueles nem sempre fáceis caminhos de volta para Copenhague, na livraria do aeroporto de Lisboa, dou de cara com um, não, com dois livros em português que celebram a onda feel good/autoajuda do momento: o “hygge”. Palavra dinamarquesa que, como o cafuné brasileiro, não teria tradução em outros idiomas, hygge é uma sensação que…