Minha vida de marciana

No voo de volta da minha viagem mais recente ao Brasil, assisti ao filme ”The Martian” que eu traduziria literalmente como “O Marciano” em vez de “Perdido em Marte”, como foi feito no Brasil. Gostei do filme e o que mais me inquietou nele foi tentar me ver naquela situação de isolamento, solidão e falta…

Reverência

Hoje, na minha corrida matinal, tive de me conter para não me curvar em reverência àquele ser luminoso que havia desaparecido da Dinamarca nos primeiros dias de 2012. Depois de quase três dias com tempo nublado, ventanias fortíssimas e muita chuva, tive novamente o prazer da companhia do Sol nesta sexta-feira. O céu claro trouxe…

Vitamina D e sol

Acabei de consultar a página do serviço meteorológico da Dinamarca e fiquei sabendo que hoje em Copenhague o sol despontou às 7:53 e desapareceu no horizonte às 15:55. Aqui os dias curtos vão ficar ainda mais curtos até 21 de dezembro, quando terão apenas cerca de sete horas de duração. Nesta época não me arrisco e sigo…

Inverno verde

Comentei com uma brasileira que vive já há alguns anos aqui na Dinamarca que estamos vivendo dias de inverno verde e ela, para minha surpresa, não sabia do que eu estava falando. Senti-me então na obrigação de escrever esta nota de esclarecimento público. Inverno verde é o que estamos vivendo hoje, agora, este exato momento…

Alegria de pobre

Conheço poucos que discordam que o clima na Dinamarca não é dos mais agradáveis. Há aqui um inverno que oficialmente dura três meses mas as temperaturas abaixo de zero podem ocorrer de outubro a abril e mesmo quando a primavera chega você não pode contar com tempo bom. Oficialmente já estamos já primavera, mas na…

Pedalar ou não pedalar, eis a questão

Quem disse que pedalar faz bem à saúde nunca andou de bicicleta num frio de – 2º C e com ventos de 13 metros por segundo, o que dá uma sensação térmica de – 15 º C, segundo os especialistas. É coisa de louco para quem, como eu, vem dos trópicos, mas é rotina para…

Miragem de inverno

Em todo final de inverno dinamarquês, minha vontade de um fim para os dias gelados e a paisagem cinza sempre me põe em busca quase desesperada de sinais de que a primavera está, afinal, a caminho. Dias atrás ouvi com alegria o canto de pássaros no jardim. Achei que estivesse ouvindo mal. Depois de meses…

Ficando por aqui

Se eu ficasse aqui, só cuidando do que fazer para o jantar, da roupa para lavar, das orquídeas para molhar, dos filhos para criar, talvez conseguisse ser feliz. Neste inverno escuro, nem preciso sair de casa, posso ir ficando, ficando. Aos poucos, com certeza, irão se esquecer de mim. A ginástica posso fazer no porão,…

Cebola

O outono chegou. Esta semana já houve manhã com menos de três graus. Resisto enquanto posso e ainda não sucumbi aos cachecóis, luvas e botas. Todo ano retardo ao máximo a época de me transformar numa cebola, cheia de camadas e camadas de roupas, como definiu uma ex-colega de trabalho. Retardo o momento da metamorfose…