Ilusão

Tenho me sentido incapaz de escrever nas últimas semanas. Anos atrás, minhas tragédias pessoais serviram de combustível para minha vontade e capacidade de escrever, mas o atual drama político brasileiro, no lugar que chamo e sempre chamarei de casa, me choca, entristece e emudece. Tudo sobre o que quero escrever é insignificante e sem importância…

O biscoito da Maria

Descobri em uma matéria do jornal dinamarquês Politiken a origem do biscoito Maria. O jornal está publicando uma série de matérias para desfazer mitos alimentares. O biscoito Maria foi incluído porque muitos acreditavam, erroneamente, que ele fosse invenção dinamarquesa. De acordo com a matéria do jornalista Lars Dahlager, o biscoito Maria foi criado pela fábrica…

Memória

Recebi uma mensagem do WordPress me lembrando que hoje este blog comemora sete anos. Mas o WordPress está equivocado: este blog começou há quase nove anos, primeiramente no Blogger, da Google, quando o chamei de Blogadona. Mas é verdade que só em 2008 conseguir escrever com mais frequência. Para relembrar, copio aqui link para um…

Ciclistas: vexados em São Paulo, amados na Dinamarca

Enquanto a Justiça determina a paralisação das obras das ciclovias e ciclofaixas na cidade de São Paulo, aqui na Dinamarca, um dos países onde mais se pedala no mundo, uma nova campanha quer fazer ainda mais gente usar a bicicleta. Quatro prefeituras e diversas organizações não-governamentais e acadêmicas se juntaram numa campanha cuja meta para 2018…

Mãos dadas

Hoje, Copenhague está de luto, com as bandeiras da cidade hasteadas a meio mastro e homenagens às vítimas do atentado ocorrido no fim de semana, que deixou três pessoas mortas. Na maior dessas homenagens, mais de 30 mil pessoas se reuniram no local em frente ao centro cultural Krudttønden, local do primeiro dos três tiroteios…

Campos – uma cidade à procura de quem a queira bem

Enquanto morei em Campos dos Goytacazes, RJ, ao conversar com pessoas nascidas na cidade ou redondezas, tive frequentemente a impressão de que elas estavam ali como enjauladas, loucas para fugir, nem que fosse por um fim de semana, para qualquer lugar. Podia ser a capital do estado, Guarapari, Búzios ou até mesmo São João da…

Bicicleta: amor para toda a vida

Tem umas coisas estranhas acontecendo aqui em Copenhague, a capital da Dinamarca. Há gente deixando de usar o automóvel, esse confortável meio de transporte para, adivinha a loucura, andar de bicicleta até o trabalho ou escola. Nem mesmo o inverno que pode deixar a cidade com temperatura por volta do zero grau centígrado por semanas seguidas…

Atrocidade recorrente

Passadas duas semanas da morte de Fabiane Maria de Jesus, continuo vendo fotos de seu assassinato sendo reproduzidas na internet. Parecem cenas de um pesadelo recorrente que me relembram a atrocidade que foi seu assassinato. Frequentemente me pego pensando sobre seus últimos momentos de consciência, na solidão absoluta e no desemparo imenso que ela deve ter…

Reciclagem cultural

Plantações de abacaxi e cana-de-açúcar dominam a paisagem da rodovia RJ 224 no caminho entre Campos dos Goytacazes e São Francisco da Itabapoana, no extremo norte do estado do Rio de Janeiro. Mas, para quem vai na direção de Campos, no lado direito da pista,  há uma interferência inusitada na paisagem. Fixa na parede de…

Entre dois tempos II

O Brasil não é só Campos dos Goytacazes, mas a cidade bem poderia servir para um grande estudo de caso que ilustrasse a tese sobre o impacto da má qualidade de serviços sobre o crescimento econômico brasileiro. Sempre que tento usar algum tipo de serviço público ou privado em Campos dos Goytacazes, me vem à…

Passeio de outono: Museu e Parque de Estátuas Rudolph Tegner

Mudança de estacão, primavera no Brasil, me faz lembrar que há mais ou menos um ano, no início do outono europeu, visitei o Museu e Parque de Estátuas Rudolph Tegner e fiquei fascinada pelo lugar. Situado a 55 quilômetros de Copenhague, a capital dinamarquesa, na pequena cidade de Drønningmølle, o museu reúne obras do escultor,…

Tapa na cara

Reaprender a viver em seu próprio país envolve reaprender a conviver com suas dores e mazelas. Enquanto morava na Dinamarca, as férias no Brasil sempre foram motivo de alegria por estar de volta à terra da língua com que quase sempre consigo dizer o que penso e da cultura que me alegra e faz ser…